Sonhos

Há milhares de anos os homens se preocupam em interpretar os sonhos. Os povos antigos da Ba­bilônia, Caldéia e Judéia já conhe­ciam esta arte. O documento mais antigo que fala sobre interpretação de sonhos foi compilado por Arte-medoro Dalidarius, no século XI. Essa obra já foi traduzida para o inglês no século XVII e, desde en­tão, reimpressa em várias línguas. Desde tempos remotos o interesse pela interpretação de sonhos não diminuiu, e alguns psicólogos, como Freud, Jung e outros, aprofundaram-se neste assunto. Um dos relatos mais interessan­tes foi o do presidente norte- americano Abraham Lincoln, que, através de um sonho, pre­viu sua própria morte. Contou o presidente: "Ouvi soluços, como se bom número de pessoas estivesse chorando baixinho, mas os pranteadores eram invisíveis. Fui de uma a outra peça da casa, mas não encontrei pessoa alguma; ainda assim os mesmos sons pesarosos de aflição me acompanhavam, enquanto an­dava. Todos os objetos eram-me conhecidos, mas em parte algu­ma eu via gente que estivesse a se lamentar. Fiquei intrigado e alarmado. Quando entrei na Sala oriental defrontei-me com uma surpresa repugnante? Dian­te de mim, havia um estrado so­bre o qual repousava um corpo em traje fúnebre. Em volta, acha­vam-se soldados, postados como guardas, e uma multidão a olhar pesarosamente o cadáver, cujo rosto estava coberto. Quem morreu na Casa Branca? Perguntei a um soldado. "O presi­dente", foi a resposta dele. "Um assassino o matou". Logo veio uma explosão de pesar da mul­tidão, que me fez despertar do sonho. No dia seguinte, o pre­sidente Lincoln foi assassinado, apesar de todas as precauções para salvaguardá-lo. Nem sempre os sonhos vêm as­sim tão claros e fáceis de serem interpretados. Sigmund Freud, pai da psicanálise, afirmou: "Uma reminiscência do conceito do sonho, mantida nos tempos primitivos, parece estar presente na avaliação do sonho que era corrente entre os povos da Antiguidade. Eles aceitavam com naturalidade que os sonhos se achavam relacionados ao mun­do dos seres sobrenaturais em que acreditavam, e traziam inspirações dos deuses e dos demô­nios. Ademais, parecia-lhes que os sonhos deviam servir a um feito especial que, por norma, prediziam o futuro. O conceito pré-científico do sonho que pre­valecia entre os antigos, estava naturalmente em consonância perfeita com seu conceito geral sobre o universo. Os ocultistas veem no sonho uma espécie de pressentimento ou te­lepatia. Ainda que não possa haver certeza quanto à interpretação dos sonhos, há um número considerável deles que são valores importantes nas adivinhações.

Sonhar com a letra C

Sonhar com a letra c, ver escrever ou escrever a letra c, preocupações. Vê-la em fórmulas ou representações simbólicas, sucesso em estudos científicos.

Sonhar com Abacate

Sonhar com abacates maduros, significa bons negócios. Sonhar com abacates ainda duros e verdes ou estragados, indica prenuncia de desgostos.

Sonhar com Abacaxi

Sonhar com Abacaxi, indica presságio de um período de má-sorte e indignação em sua vida social e sentimental. Abra os olhos nos negócios.

Sonhar com Abade

Sonhar com Abade, expectativa de uma melhora ou o afastamento de uma pessoa muito querida. Também pode significar uma luz no seu caminho.

Sonhar com Abadessa

Sonhar com Abadessa, significa paz espiritual. Para a mulher, uma vida pura, sem pecados., surgirá alguém que a conduzirá no caminho de Deus.

Sonhar com Abadia

Sonhar com Abadia, um abrigo em sua vida tempestuosa. Está na hora de você deixar a vida desregrada e pensar mais em sua família.

Pai Ricardo - Babalorixá
Simpatias Populares © 2021
Brasil - Santa Catarina - São José